Tribunal de Justiça de Santa Catarina libera candidato com tatuagem para concurso da PM

Dentro da corporação policial ainda existe muito preconceito com tatuagem, mas isso vem mudando e está aqui mais um sinal de que você não é menos que alguém por ter uma tatuagem, seja policial, médico, juiz de direito ou arquiteto. Hoje qualquer atividade profissional está sujeita a ter profissionais altamente qualificados com tatuagens, mostrando a evolução que demorou, mas devagar está acontecendo.

O Tribunal de Justiça do estado de Santa Catarina decidiu proibir o impedimento de candidatos para o concurso de Polícia Militar que tenham tatuagem, ou seja, de um tempo a partir daqui, pode ser que você encontre um Oficial tatuado.

Relator do acórdão, o desembargador Sérgio Izidoro Heil diz

É preciso relembrar que a tatuagem não mais possui o estigma de outrora. Antes ligado à marginalidade e a atividades escusas, gozando do desprestígio da sociedade como um todo, o ato de desenhar o corpo de forma permanente é hoje amplamente aceito como forma de expressão

Veja a nota:

texto